Olá pessoal! Hoje estreamos nossa hashtag #VoudeÔnibus com nossa primeira viagem em uma das melhores praias localizada no Litoral Norte de São Paulo! Foi uma experiência muito legal para nós que na época não tínhamos carro e topamos encarar essa aventura. Confiram abaixo nosso roteiro, preços, dicas e muito mais para você planejar sua viagem também!

 

SOBRE A REGIÃO

Clique para ampliar

O arquipélago de Ilhabela, conhecida também como a Capital Nacional da Vela, possui 83% de sua área preservada e abriga a maior reserva de Mata Atlântica do planeta, contando com 42 praias e cachoeiras abundantes.

Sua história, rica em lendas de piratas e corsários, é remetida aos engenhos de pinga que existiam no município até o final do século XIX. Além disso, a presença de comunidades caiçaras assim como suas tradições são conservadas até hoje. Atualmente, destino turístico consolidado, Ilhabela é reconhecida internacionalmente pelos seus eventos náuticos, como a Semana Internacional de Vela, a maior da América Latina, reunindo velejadores de diferentes países disputando regatas pelo canal de São Sebastião e com a presença de cerca de 50 mil turistas.

Os meses mais quentes são de Dezembro a Março, chegando a 35ºC. No restante do ano, a temperatura média é de 25ºC. Nós fomos em um feriado de Outubro, e a temperatura estava razoavelmente quente, mas acabou virando o tempo alguns dias. Nada que impedisse de entrarmos um pouco na água!

 

COMO CHEGAR

A empresa de ônibus Litorânea faz o trajeto saindo do Terminal Rodoviário de Tietê em São Paulo até São Sebastião e vice e versa, com as opções Via Anchieta ou Via Mogi das Cruzes. Escolhemos a segunda, que possui alguns pontos de parada, e uma delas foi em Maresias. O tempo de viagem devido a isso foi mais longa, um pouco mais de 4 horas. Achei o veículo novo e bem confortável, com banheiro. Temos vistas incríveis beirando todo esse litoral. A vontade era de descer antes mesmo! O preço de uma passagem atual (Julho/2017) é em torno de R$ 60,00 a R$ 65,00, ou seja, ida e volta será aproximadamente R$ 130,00 por pessoa. No site você escolhe o lugar do assento e realiza a compra online, totalmente seguro. Talvez dividindo os custos do combustível do carro em 5 saísse mais barato, mas às vezes nem todos têm essa opção.

Você nem percebe o tempo passar!

Chegando em São Sebastião, temos que fazer a travessia até Ilhabela de balsa, com saídas a cada 30 minutos e com duração de 20 minutos dependendo das condições meteorológicas e da maré. Ciclistas e pedestres são isentos de pagamento, mas veículos possuem tarifas diversificadas, e somente em dinheiro. Exemplo, automóveis e camionetes precisam pagar R$ 18,50 em dias úteis ou R$ 27,70 em finais de semana e feriados. Quem estiver de carro precisa ficar atento a isso pois em alta temporada as filas ficam enormes! Mais informações em tempo real do tempo de espera você encontra aqui.

 

ONDE SE HOSPEDAR

Há grande variedade na rede hoteleira da cidade: desde os mais requintados como o famoso  DPNY, que ficou no Top 25 Melhores do Brasil de 2017 pelo site TripAdvisor, em frente à Praia do Curral e ótima escolha para casamento e Lua de Mel, até os mais simples como os hostels e campings.

Nós optamos pelo Hotel Pelicano, devido a sua ótima localização, saída de um dos passeios e na avenida principal, onde atravessando ela dávamos de cara com a Praia de Perequê. A diária está em cerca de R$ 130 para duas pessoas, com ar condicionado, frigobar, piscina, e café da manhã incluso. Ótimo custo-benefício! Como estávamos sem carro, íamos a pé até o terminal próximo a entrada da balsa e partíamos para as praias. Preços, horários e linhas você encontra aqui. Recomendo também que chegue cedo caso vá para as praias de carro pois você não encontrará local para estacionar.

A população utiliza muito a bicicleta também. Além disso, sentimos muita segurança em relação a travessia nas ruas pois ao colocarmos o pé fora da calçada, os motoristas locais já param independente de ser fora da faixa de pedestres. Adorei!

Vista da sacada do quarto.

 

ONDE IR

Em nosso curto período de estadia, conseguimos visitar algumas das praias e comprar um passeio pela Caiçara Turismo, que foi sensacional! O roteiro basicamente foi embarque em um flex-boat, contornando todas as praias da costa Norte da Ilha, fazendo a primeira parada na praia da Fome, ideal para a prática de mergulho livre; a segunda parada na praia do Saco do Eustáquio, com muitos corais para serem admirados no lado direito da praia; e por fim a praia de Castelhanos, uma das maiores de Ilhabela, que conta com uma ótima estrutura de quiosques e restaurantes. Para o retorno trocamos para o jipe, por uma estrada de 18 km dentro do Parque Estadual de Ilhabela, rica em fauna e flora, cheia de árvores, mirantes e quedas d’água.

Em outro dia fomos para a praia da Ilha das Cabras, melhor ponto de mergulho com cilindro da região. Dava para ver os peixinhos no pé de tão transparente que era a água! Alugamos um caiaque e aproveitamos para dar a volta na pequena Ilha.

Praia Ilha das Cabras (Foto: villaparadiso)

Praia do Bonete (Foto: Thiago Sieiro Cunha)

 

 

 

 

 

 

 

Também fomos para a praia Grande, local com muito lazer aquático como Banana Boat e passeios de lancha. Mas cuidado pois é uma praia de tombo com a faixa de areia bastante inclinada, não muito recomendada para crianças. Águas calmas você encontrará na praia do Julião, que é ao lado!

Já deu para perceber que são muitas as opções, e que não pudemos ir em todas infelizmente. Outras bastante conhecidas são a praia do Sino, com pedras que quando batidas emitem som metálico de sino que justifica seu nome, e a praia do Bonete considerada pelo jornal britânico “The Guardian” uma das 10 praias mais bonitas do Brasil 

Além das praias, demos uma passada no centrinho que fica mais ao Norte da ilha, com muitas lojas de artesanato e lembranças lindas! Vale a pena conhecer.

 

ONDE COMER

Os preços são bem variados e acessíveis, e uma dica importante é nunca acreditar que o prato que serve 2 pessoas não possa servir 3 ou até mesmo 4! As porções geralmente são bem exageradas. Para quem prefere cozinhar, o supermercado mais famoso da região é o Frade. E claro, não deixe de experimentar as porções nos quiosques à beira mar!

  • Restaurante Dona Malaguetta: localizado próximo a Praia Grande, achei uma graça! Muito familiar, cada detalhe da decoração bem aconchegante, e uma delícia.
  • Restaurante Cheiro Verde: nos recomendaram e fomos, lá no centrinho, pratos com peixes e frutos do mar muito bons!
  • Restaurante do Cura: ótimo self service bem ao lado do hotel que ficamos! Muita variedade, além de ter um Certificado de Excelência de 2016 do TripAdvisor.

 

 

DICA IMPORTANTE

E por último mas não menos importante! Os borrachudos. Logo na chegada à ilha você encontrará uma placa de um borrachudo dando as boas-vindas. É praticamente o símbolo de Ilhabela. E nem pense que os repelentes comuns da marca Off e Repelex por exemplo surtirão efeito. É menor/menos perceptível que o pernilongo e sua picada incomoda muito, chegando a sangrar um pouco. Minha amiga que foi conosco na viagem não sabia que tinha alergia a picada dele, e adivinhem, ficou tão inchado e dolorido que tivemos de ir ao hospital para ela tomar a injeção antialérgica.

Portanto, ao fazer as malas e se tiverem condições de pagar o preço exorbitante, comprem o repelente da marca Exposis em gel, que foi o único que surtiu efeito. Mas calma! Ao chegar a ilha, você pode/deve comprar o repelente que eles mesmos produzem de forma caseira, com Citronela por apenas R$ 15 (isso em 2015). Vale muito mais a pena, se você conseguir encontrar o mais rápido possível. A vitamina B também é uma boa opção para evitar as picadas (deve ser tomada diariamente com 10 dias de antecedência).

A notória presença deles se dá devido a milhares de torrentes, córregos, nascentes e rios de água pura que correm nas matas e na implantação urbana da ilha. A quantidade destes insetos diminuiu significativamente nos últimos anos, devido aos tratamentos feitos nas cachoeiras, mas sua existência será preservada, já que ele faz parte do ecossistema local e é sinônimo de água pura e corrente.

 

E é isso pessoal! Não deixem de visitar esse lugar maravilhoso pelo menos uma vez na vida e deixe seu comentário com dúvidas e sugestões.

 



Fontes:

http://www.ilhabela.com.br/

http://www.ilhabela.sp.gov.br/